Site Autárquico - Câmara Municipal de Monchique

Festas, Feiras e Eventos

  • Janeiro

    - Noite de Reis (de 5 para 6 de Janeiro)

    Desde há muito tempo que, por todo o concelho, grupos de amigos se juntam para cantar os Reis. A estes grupos juntam-se três ou quatro instrumentos, a harmónica (no concelho denominada como gaita) e o acordeão, a acompanhar os ferrinhos. De porta em porta vão cantando e no final pedem em verso a esmola.
    Actualmente, a Junta de Freguesia de Monchique continua a tradição, promovendo um encontro de Reis onde se juntam grupos de diversas localidades.

     

  • Fevereiro

    - Festival das Camélias  (Móvel)

    Uma iniciativa que pretende enaltecer o património natural e cultural deste concelho e evidenciar a nossa identidade local.
    Contempla um Concurso de Fotografia “Camélias de Monchique”, a Rota das Camélias, uma Exposição e Concurso “Camélias em flor – encanto e beleza natural”; o Mercado de Camélias; a Mostra de Artesanato e Workshops para miúdos e graúdos. Para além disso existe ainda a degustação de chá e doces e uma ação de plantação de camélias.

  • Março

    - Feira dos Enchidos Tradicionais (1º fim-de-semana de Março)

    É um dos eventos mais importantes do sul do país e conta com mais de meia centena de expositores. Pretende dar a conhecer e promover a salsicharia artesanal serrana derivada de carne de porco preto e produzida segundo os métodos tradicionais da região, bem como, constituir um pólo de divulgação e valorização de outros produtos da serra como a tradicional aguardente de medronho, a doçaria caseira, típica da região, o mel, os licores e o artesanato.
    A Feira dos Enchidos desenvolve-se em torno do certame de exposição e venda de enchidos e outros produtos tradicionais e tem lugar no Heliporto Municipal.
    Durante os dois dias do evento nunca falta animação musical.

     

    - Celebração da Páscoa (Móvel - Março/Abril)

    A Páscoa em Monchique é celebrada de forma intensa, reflectindo a Fé própria de uma população serrana e do interior. Nesta altura são feitas várias procissões: a do Senhor dos Passos, a de Ramos, a do Domingo de Páscoa (diurnas); a procissão de sexta-feira da Semana Santa (nocturna), também denominada por procissão do Enterro do Senhor e a celebração de Sábado, denominada “Sábado Aleluia”.
    Durante a procissão do Domingo de Páscoa, nas ruas onde passa o cortejo, abrem-se janelas onde se penduram colchas de cores vivas e de festa e atiram-se pétalas de rosa e de outras flores cujas cores também transmitam alegria. A Igreja Matriz e os andores das diversas procissões são também enfeitadas com riqueza de cor e diversidade de flores.

  • Abril

    - Comemoração do 25 de Abril (24 e 25 de Abril)

    Anualmente, por altura da comemoração do 25 de Abril, a Câmara Municipal de Monchique promove, em colaboração com clubes e associações locais, um programa de animação cultural, que proporciona a todos os cidadãos momentos de lazer e onde se revela o espírito de festa inerente ao acontecimento que mais profundamente marcou Portugal no século XX – a Revolução dos Cravos.
    O programa é composto por uma Marcha Corrida, Jogos tradicionais, atividades de animação por toda a vila, entre muitas mais atividades.

  • Maio

    - Festa do M (Dia 1 de Maio)

    Diz-se que foram os frades Franciscanos do Convento de Nossa Senhora do Desterro que, no séc. XVII, criaram este bolo usando produtos locais, daqui foi levado para a ilha da Madeira, onde sofreu várias transformações.
    Por inicialmente ir ao forno em tachinhos, passou a ser conhecido por Bolo de Tacho; ou Bolo de Maio por ser feito especialmente para o dia 1 de Maio (Dia do Trabalhador).
    Antigamente todas as pessoas amigas e vizinhas que faziam o bolo trocavam entre si as provas, aproveitando este dia de descanso quase cumprido por todos.
    Actualmente, as Juntas de freguesia de Monchique, Marmelete e Alferce promovem actividades e neste dia dão a provar esta especialidade típica de Monchique.
    O bolo leva vários ingredientes e segundo algumas pessoas não tem receita fixa, pois as quantidades são “a olho”.

    Organização: Juntas de Freguesias de Monchique, Marmelete e Alferce

     

    - Dia da Espiga – Feriado Municipal (Quinta-feira da Ascensão, 40 dias depois da Páscoa)

    O “Dia da Espiga” era outrora comemorado com um passeio matinal, ao longo do qual se ia formando um ramo de flores, de espigas e de outras plantas, nomeadamente, raminhos de oliveira. Este ramo possui um simbolismo profano e religioso e segundo a tradição deve ser colocado por detrás da porta de entrada, sendo substituído por um novo ramo, no dia da espiga do ano seguinte.
    Quanto ao valor simbólico profano do ramo, a espiga simboliza o pão, o ramo de oliveira simboliza o azeite e as restantes flores simbolizam a alegria. No âmbito do simbolismo religioso, os ramos de cada espécie devem ser sempre cinco, tal como as chagas de Cristo, devendo o ramo ser constituído por papoilas, ramos de oliveira, malmequeres brancos e amarelos e espigas. As papoilas significam o sangue de Cristo, as espigas, o corpo de Cristo (o pão), os raminhos de oliveira são o azeite, os malmequeres amarelos o ouro e os brancos a prata. Coisas que nunca faltariam no lar durante o ano se o ramo fosse concebido antes do sol nascer e pendurado atrás da porta.
    Este dia é celebrado um pouco por todas as freguesias, sendo celebrado na freguesia de Monchique, com uma caminhada ao Moinho do Poucochinho, com recolha das flores, e terminando dom uma missa campal no parque de merendas junto ao moinho. Chegada à hora do almoço, ao som da animação musical, são partilhados os farnéis entre as pessoas.

  • Junho

    - Santos Populares

    O Cheirinho a manjericos nesta época do ano, a sardinha assada e as fogueiras, revivam a tradição dos santos populares um pouco por todas as freguesias.

  • Julho

    - Feira do Presunto (Móvel - 2.ª Quinzena de julho)

    Tem como objectivo principal dar a conhecer e promover comercialmente o presunto de Monchique, bem como,  funcionar como pólo de demonstração dos produtos tradicionais do campo: o mel multifloral da Serra, produto certificado, que é obtido das flores de rosmaninho, urze, laranjeira e medronheiro, a tradicional aguardente de medronho, a doçaria caseira, típica da região, em que o bolo de tacho, à base de farinha de milho, entre outros, que constam do leque de produtos tradicionais disponíveis ao visitante. Estão também presentes compotas de frutos naturais produzidos segundo os métodos de agricultura biológica.

     

    - Festa de St. António (Móvel - Julho / Agosto)

    Festa popular, com a duração de dois dias e animação musical.
    A paróquia de Marmelete leva a efeito, em honra do seu orago Santo António, uma procissão da Ermida para a igreja da Nossa Senhora da Encarnação, na véspera, e desta antecedida de missa, para a Ermida, percorrendo algumas ruas da povoação de Marmelete.

    - Festa do Medronho (Móvel - Julho)

    Certame que se realiza na freguesia do Alferce e que conta com os melhores ingredientes que a Serra tem de melhor para oferecer, Medronho, Produtos Locais, Porco no Espeto e Artesanato.

    - Feira das Hortas  (Junho/Julho)

    O evento tem como objetivos principais promover e divulgar a agricultura familiar de Monchique e os seus produtos agrícolas, nomeadamente hortifruticultura.
    Para o efeito, toda a produção agrícola do concelho estará representada nesta feira, incluindo, além das batatas, as couves, os legumes e as frutas da época, os pequenos animais de produção caseira.

    - Noites de Verão (Fins-de-semana de Julho/ Agosto)

    Com o intuito de proporcionar bons momentos a todos os que passam a temporada do Verão em Monchique, o Município estabelece, todos os anos, um programa de atividades composto, entre outras ações, Cinema ao ar livre, bailes, concertos e espetáculos de música popular, folclore e teatro de rua, para além das tradicionais festas e romarias.

    - Feira do Livro (Julho /Agosto )

    "Iniciativa de promoção do livro e da leitura, tanto para os mais novos como para os mais crescidos, bem como as artes de animação, do canto, da música e da dança.
    Oportunidade de compra de livros com descontos. "

  • Agosto

    - Feira de Artesanato e Produtos Locais e Dia da gastronomia “Molha o Bico e Rapa o tacho”  - Marmelete (Último Domingo de Agosto)

    Organizado pela Junta de Freguesia de Marmelete, esta consiste na exposição/ venda de artesanato (com artesãos a trabalhar ao vivo) e de produtos locais (doçaria, mel, enchidos tradicionais, aguardente de medronho e melosa).
    Conta sempre com muita animação musical.


    - Festa de S. Romão (1º fim-de-semana de Agosto)

    A paróquia do Alferce em parceria com a Junta de Freguesia do Alferce promove espectáculos musicais nas noites de Sábado e Domingo.
    No domingo, a paróquia do Alferce realiza a missa e a procissão de S.Romão pelas ruas principais da povoação.

  • Setembro

    - Feira de Artesanato "Artechique" (1º fim de semana de Setembro)

    Realiza-se no Largo dos Chorões e é promovida pela Junta de Freguesia de Monchique. Nesta reúnem-se os muitos artesãos do concelho: tecedeiras, cesteiros, ceramistas, entre outros, que mostram a sua arte.

    - Feira Anual de Marmelete (1º Domingo de Setembro)

  • Outubro

    - Feira Anual de Monchique (4.º Fim-de-Semana de Outubro)

    Nesta podem-se encontrar diversos artigos, tais como, vestuário, calçado, produtos regionais, entre outros. Em tempos que já lá vão populares que residiam na serra aproveitam a ocasião para pernoitar na vila, em casa de pessoas que lhes ofereciam “poisada”. Traziam presunto, frutos e outros produtos por si produzidos e partiam de regresso a casa no dia seguinte.

    - Descasca/desfolhada

    Recuperação da tradição antiga, na qual em espírito de entreajuda se descascava, manualmente, as maçarocas de milho. Onde não falta animação musical.

  • Novembro

    - Festa da Castanha/Magusto (Novembro - Realiza se em todas as freguesias)

    Este acontecimento pretende reviver uma tradição muito antiga. Trata-se de um enorme magusto repleto de animação e regado com água-pé, aguardente de medronho e melosa. Atrai à aldeia inúmeras pessoas, muitas delas naturais de Monchique que residem fora do concelho e que aproveitam para matar saudades e rever os familiares e amigos.

    - Jornadas do Medronho (Móvel - Novembro)

    Jornada do Medronho, uma proposta que junta um congresso, showcooking, cocktails, exposições…. E muito mais.    

  • Dezembro

    - Exposição de presépio tradicional do Alferce

    O presépio tradicional do Alferce, é o reflexo de um trabalho de muitas pessoas desta freguesia que anualmente cooperam entre si para a criação de um presépio de grandes dimensões e com personagens em movimento.
    Para além do presépio, é de contemplar todo o ambiente que é vivido nas ruas, já que são criadas personagens em tamanho real que indicam o caminho para o presépio.

    - "Monchique Serra Natal"

    "Durante o mês de dezembro decorrem diversas atividades, como o Mercadinho de Natal, a Mostra Gastronómica e animação infantil. As ruas estão vestidas com cores de Natal.
    Realiza-se ainda o Mercadinho de Natal com artesanato tradicional, novas criações e produtos alimentares.
    Para as crianças é planeado um programa muito especial: com a presença de personagens de Natal, ateliers e animações diversas e surpresas bem divertidas, destinadas a toda a família. Paralelemente, decorre a Mostra Gastronómica de Natal “Sabores de Monchique”, proporcionando a possibilidade de se encontrar e saborear, nos restaurantes aderentes a gastronomia tradicional da região. O Município dinamiza ainda campanhas de Natal sob o tema “Ganhe neste Natal, compre no Comércio Local!”
    O Município lança o mote a todos os comerciantes locais para participarem no Concurso de Montras de Natal e no Sorteio de Natal, com o objetivo de dinamizar e enriquecer o comércio local."                    

CONTACTOS